Arquivo da categoria: Jovens

As vezes os amigos decepcionam

Texto: II Timóteo 4:9-18

A amizade nos traz algumas das maiores alegrias na vida, mas também pode causar dor imensa. Se você ainda não experimentou rejeição ou traição, você provavelmente algum dia irá experimentar. O apóstolo Paulo aprendeu a perdoar os outros por seus fracassos e reconciliar-se com eles, quando necessário. Vamos descobrir como ele lidou com a traição e o abandono por parte de amigos de confiança.
Amigos às vezes falham conosco.
A. Apesar da fidelidade de Paulo ao Senhor, seus amigos falharam. Eles não foram fiáveis, quando ele precisava desesperadamente deles (II Timóteo 1:15, 4:14-16).
B. Quais são algumas razões pelas quais amigos podem te abandonar em tempos de angústia? Eles…
1. Sentem-se inadequados e / ou não tem certeza de como ajudar.
2. Não querem ser identificados com você em um conflito, por medo de que poderiam acabar no lado perdedor.
3. São ciumentos e esperam vê-lo falhar.
4. Egoisticamente não querem sacrificar seu tempo para apoiá-lo.
5. Julgam você e, assim, desculpam-se da responsabilidade de ajudá-lo.

O perdão deve prevalecer.
A. Paulo respondeu à traição e o abandono com o perdão: “Na minha primeira defesa ninguém me apoiou, mas todos me abandonaram…” (II Timóteo 4:16). Tanto Jesus como Estevão disse algo semelhante nos momentos finais de suas vidas (Lucas 23:34, Atos 7:60).
B. Paulo praticava o que pregava; a importância do perdão. Não seja um amigo bons tempos, interessado apenas no que você pode obter de outra pessoa. Esteja disposto a ajudar mesmo aqueles que o maltrataram no passado. Esperar por uma chance de retribuir o que eles fizeram para você, indica que você tem um espírito que não perdoa.
A presença do Senhor nos sustenta.
A. Paulo foi capaz de perdoar, porque ele sabia que Deus nunca iria deixá-lo: “O Senhor esteve comigo” (II Timóteo 4:17). Embora os amigos de Paulo se foram, ele sabia que o Senhor estava com ele. Cristo promete a todos os crentes, “De maneira alguma te deixarei, nunca jamais te abandonarei” (Hebreus 13:5).
B. O apóstolo foi capaz de perdoar, porque ele confiou em Deus para capacitá-lo: “O Senhor. . . fortaleceu-me, para que através de mim a pregação fosse cumprida, e todos os gentios a ouvissem” (II Timóteo 4:17). Paulo podia contar com a presença de Deus para cumprir sua vocação de anunciar o evangelho ao mundo (Filipenses 2:13). É bem provável que, as pessoas perseguirão a vós, e alguns de seus amigos vão abandoná-lo em tempos difíceis. Mas Deus prometeu que todas as adversidades com o tempo chegará a um fim (1 Pedro 5:10).
C. Ele foi capaz de perdoar, porque ele estava confiante de que Deus iria livrá-lo: “O Senhor me livrará de toda obra do mal, e me levará salvo para o seu reino celestial” (II Timóteo 4:18). O Pai pode nos livrar das dificuldades ou nas dificuldades (Isaías 43:1-4). Ele também nos resgata, trazendo-nos para casa para estar com Ele. Deus livrou Paulo, não permitindo que Nero o executasse. Quatro anos mais tarde, o governador cometeu suicídio. Ninguém pode violar os princípios de Deus e evitar o seu juízo.

Que tipo de amigo você é? Você é dedicado a todos aqueles que você ama? Ou você muitas vezes os decepciona? Talvez você é fiel, mas seus amigos sempre falham com você quando o problema vem. Feridas e rejeição são partes dolorosas, mas inevitável da vida. A cura está sempre disponível se você estiver disposto a perdoar. Você e eu podemos ter conforto em saber que o mais fiel amigo, o Senhor Jesus, nunca sai do nosso lado, ainda que todo mundo nos abandone.

Fonte: O Pregador / Geração do Avivamento

Anúncios

Arrependam-se

Lucas 15: 1-7 -> Certa ocasião, muitos cobradores de impostos e outras pessoas de má fama chegaram perto de Jesus para o ouvir. Os fariseus e os mestres da Lei criticavam Jesus, dizendo:

— Este homem se mistura com gente de má fama e toma refeições com eles.

Então Jesus contou esta parábola:

— Se algum de vocês tem cem ovelhas e perde uma, por acaso não vai procurá-la? Assim, deixa no campo as outras noventa e nove e vai procurar a ovelha perdida até achá-la.Quando a encontra, fica muito contente e volta com ela nos ombros. Chegando à sua casa, chama os amigos e vizinhos e diz: “Alegrem-se comigo porque achei a minha ovelha perdida.”

— Pois eu lhes digo que assim também vai haver mais alegria no céu por um pecador que se arrepende dos seus pecados do que por noventa e nove pessoas boas que não precisam se arrepender. (versão NTLH)

O pastor havia perdido uma de suas cem ovelhas. Noventa e nove delas ficaram no campo, enquanto o pastor havia ido buscar a que havia se perdido. Esse pastor se preocupa com o que é dele mesmo, não?! Mas, será que não é por ganância que ele resolveu buscar a que se havia perdido? Além do que, ele tinha mais noventa e nove, não é?!

Não, não foi por ganância, mas sim por amor. Um verdadeiro amor que quebra barreiras e atravessa fronteiras só para conseguir o que é seu de volta.

O pastor amava aquela ovelha perdida. Para ele, faria muita falta não ter ela no rebanho. Ela era especial e fundamental para ele. Não havia outra no rebanho que pudesse substituí-la, pois ela era única. – É assim que você é para Deus!

Você é único e insuperável. Não há outro que possa ficar em seu lugar diante de Deus. Se você saiu do caminho do Senhor, prepare-se pois o Bom Pastor (Jesus) irá lhe buscar. Deus deu o sangue de Seu único Filho em troca de você, por isso, não resista a voz do Senhor, que lhe chama.

Você pode não se achar importante mas, Deus se preocupa muito contigo. Não se importe com os problemas, as dores e as tribulações, o importante mesmo é você estar firme com Deus. Deus não traçou um plano para tua vida que irá acabar na dor ou no pecado. Pois para você, Ele tem um lugar no Reino dos Céus.

Arrepender-se é mudar de vida e de direção. Se a tua vida está no erro, mude-a para estar em Deus e em Sua Palavra. Se você está no pecado, aceite a correção do Senhor, se arrependa do que faz de errado e viva sua vida para Cristo. Pois o foco é Cristo.

Deus te ama muito e quer te dar o perdão e uma mudança de vida, hoje! Não se satisfaça com o mal, mas deixe-se guiar pela Palavra de Deus, pois há vida nela, e se você está perdido, é seguido ela (Palavra de Deus) que você encontrará a saída que tanto precisa.

Arrependa-se e converta aos caminhos do Senhor! Busque em primeiro lugar o Reino dos Céus e as demais coisas vos serão acrescentadas (Mt 6:33).

Deus te ama e que você seja feliz na Graça do Senhor em o Nome do Senhor Jesus! Amém!

Glórias sejam dadas à Deus Pai, Filho e Espírito Santo para todo sempre! Amém!
Pois foi Ele quem me inspirou a escrever este texto!!
Evangelista Lucas B. Gusmão

http://deusmensagem.blogspot.com/

Com quem Deus quer que você namore

Nós não queremos nos intrometer em seu namoro ou nas suas escolhas, só queremos dar alguns conselhos para que você nunca se esqueça de tudo o que a Bíblia diz.

1)- Não é sábio namorar alguém que não ame a Deus.

A Bíblia diz em II Coríntios 6:14 e 15 – ” Não vos prendais a um jugo desigual com os incrédulos; pois que sociedade tem a justiça com injustiça? Ou que comunhão tem a luz com as trevas? Que harmonia há entre Cristo e Belial? ou que parte tem o crente com o incrédulo?” Amós 3:3 “Acaso andarão dois juntos, se não estiverem de acordo?”

 

2)- Não namore alguém que diz ser cristão mas não vive como um cristão.

A Bíblia diz em I Coríntios 5:11 – ” Mas agora vos escrevo que não vos comuniqueis com aquele que, dizendo-se irmão, for devasso, ou avarento, ou idólatra, ou maldizente, ou beberrão, ou roubador; com esse tal nem sequer comais.”

 

3)- Evite namorar pessoas coléricas.

A Bíblia diz em Provérbios 22:24 – ” Não faças amizade com o iracundo; nem andes com o homem colérico.”

4)- Não namore um cristão preguiçoso.

A Bíblia diz em II Tessalonicenses 3:6 – ” Mandamo-vos, irmãos, em nome do Senhor Jesus Cristo, que vos aparteis de todo irmão que anda desordenadamente, e não segundo a tradição de trabalho que de nós recebestes.”

 

5)- O que mais conta é a beleza interior.

A Bíblia diz em I Pedro 3:4 – ” Mas seja o do íntimo do coração, no incorruptível traje de um espírito manso e tranqüilo, que és, para que permaneçam as coisas.”

 

6)- Namore alguém que tenha uma boa atitude.

A Bíblia diz em Romanos 15:5 e 6 – ” Ora, o Deus de constância e de consolação vos dê o mesmo sentimento uns para com os outros, segundo Cristo Jesus Para que unânimes, e a uma boca, glorifiqueis ao Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo.”

 

7)- Namore alguém que lhe anima e lhe apóia.

A Bíblia diz em Filipenses 2:1 e 2 – ” Portanto, se há alguma exortação em Cristo, se alguma consolação de amor, se alguma comunhão do Espírito, se alguns entranháveis afetos e compaixões, completai o meu gozo, para que tenhais o mesmo modo de pensar, tendo o mesmo amor, o mesmo ânimo, pensando a mesma coisa.”

Não pense só um no outro – preste atenção a outros também. A Bíblia diz em Filipenses 2:4 – ” Não olhe cada um somente para o que é seu, mas cada qual também para o que é dos outros.”

Deixe que o relacionamento se desenvolva passo a passo. A Bíblia diz em 2 Pedro 1:6 e 7 – ” E à ciência o domínio próprio, e ao domínio próprio a perseverança, e à perseverança a piedade, e à piedade a fraternidade, e à fraternidade o amor.”

 

8)- O que deve evitar .

A Bíblia diz em Romanos 13:13 – “Andemos honestamente, como de dia: não em glutonarias e bebedeiras, não em impudicícias  e dissoluções, não em contendas e inveja.”

 

9)- O namoro não deve incluir relações sexuais.

A Bíblia diz em I Coríntios 6:13 e 18 – ” Mas o corpo não é para a prostituição, mas para o Senhor, e o Senhor para o corpo… Fugi da prostituição. Qualquer outro pecado que o homem comete, é fora do corpo; mas o que se prostitui peca contra o seu próprio corpo.”

 

10)- Mantenha-se puro(a).

A Bíblia diz em I João 3:3 – ” E todo o que nele tem esta esperança, purifica-se a si mesmo, assim como ele é puro.”

Para que se ganhe emocionalmente, os desejos e as atividades sexuais devem ser mantidas sob o controle de Cristo.

A Bíblia diz em 1 Tessalonicenses 4:3 a 5 – ” Porque esta é a vontade de Deus, a saber, a vossa santificação: que vos abstenhais da prostituição, que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santidade e honra, não na paixão da concupiscência, como os gentios que não conhecem a Deus.”

e dissoluções, não em contendas e inveja.”

Humor Cristão

Olá irmãos, como formar de nos divertirmos e nos alegrarmos, estou postando estas charges com comédia cristã. Não tem obscenidade ou qualquer outra coisa que viesse a nos desmoralizar.

Para para abrir é só clicar .

Como devemos orar

Os discípulos de Jesus certo dia pediram (Lc.11:1) para serem ensinados a orar, pois entenderam que a oração era uma necessidade de todos aqueles que querem seguir fielmente o Senhor. Assim como se aprende a andar, falar, tocar algum instrumento musical ou uma língua estrangeira, assim também devemos aprender a orar. Temos crentes que nunca passaram de uma vida infantil na oração, orando sempre a mesma coisa e gostam só de um tipo de oração ? a petição. Temos o Espírito Santo que vai nos ajudar a orar, pois o Senhor sabe da nossa dificuldade (Rm.8:26) e Jesus mesmo disse que Ele nós guiaria em toda a verdade (Jo. 16:13). Portanto a oração é uma arte, onde pessoas comuns tornam-se gigantes espirituais e alcançam favores divinos que de outra maneira seriam impossíveis. No Antigo Testamento o sacerdote oferecia o sacrifício pela manhã e ao entardecer e hoje nós somos os sacerdotes reais (I Pd.2:5) e oferecemos sacrifícios espirituais agradáveis a Deus. Todo crente é sacerdote porque pode oferecer o sacrifício contínuo da oração no altar do coração. Ao amanhecer e ao anoitecer devemos oferecer ao Senhor nossa oferta contínua de oração, embora para orarmos não tem hora do dia ou da noite, já que as portas do céu estão abertas para que possamos chegar até a Sala do Trono. O tempo que devemos passar em oração também deve ser programado. No começo deve ser um tempo adequado e que a oração flua normalmente . Conforme vamos nos adaptando , devemos aumentar nosso tempo ao pés de Jesus Cristo. De dez a quinze minutos é um bom inicio, depois podemos aumentar para trinta minutos até uma hora diária. Podemos com a experiência de oração, orar três vezes ao dia, sendo vinte minutos pela manhã, vinte minutos a tarde e vinte minutos a noite. Teremos uma oração sossegada, sem ansiedade e o relógio vai andar normalmente. O lugar da oração é você quem escolhe, pois cada um de nós tem manias que alteram nossa comunhão com nosso Senhor. Um cantinho na casa onde podemos nos ajoelhar, preparado com amor e carinho é o lugar ideal. Para nossa oração sair da rotina e da repetição, devemos usar tudo que pudermos para nos auxiliar. Comece sendo sincero e apresente a Jesus todo o seu coração não escondendo nada, pois o maior desejo de nosso Pai é que nos tornamos íntimos. Lealdade, sinceridade, faz parte da oração do crente! Tenha a sua própria oração, pois a oração de outras pessoas não é a sua realidade. Até podemos usar como modelo, assim como Jesus deixou o Pai Nosso, mas o estímulo de nosso coração é orar com espontaneidade e transmitir a nossa realidade. Como fonte de ajuda, temos em primeiro lugar a Bíblia Sagrada, pois é somente nela que nossas orações devem estar fundamentadas. Tudo que falarmos com o Pai deve estar baseado na Palavra. Aqui inicia a oração de fé! O livro de Salmos é uma fonte inesgotável de orações, onde você pode de joelhos, recitar aqueles Salmos que estiverem falando ao seu coração. Os hinos são outra fonte de auxílio para a oração sair da rotina. Como é bom cantarmos hinos ao Senhor, louvando, adorando e prestando nossa ação de graça todos os dias. Você vai usar todos esses auxílios nos diversos tipos de orações existentes que vamos identificar abaixo.

Diferentes tipos de orações

1 – Oração de Ações de Graça: é dizer obrigado a Deus. É a oração de gratidão pelas bênçãos recebidas diariamente. É a expressão máxima de reconhecer que dependemos unicamente do Pai. Todos os dias devemos agradecer a Deus por tudo aquilo que Ele tem feito em nossa vida.

2 – Oração de Louvor: é juntarmos todas as expressões possíveis de louvor a Deus e expressar em palavras, glorificando ao Seu Nome. É louvar a Deus pelo que Ele faz.

3 – Oração de Adoração: é exaltarmos unicamente a Deus por tudo aquilo que Ele é.

4 – Oração de Arrependimento: é a oração de auto- análise do próprio coração diante de Deus. Não podemos esquecer que somos pecadores e necessitamos de perdão. Não podemos ser vagos nesse tipo de oração, mas confessar todos os nossos pecados cometidos durante o dia, com detalhes. O Espírito Santo vai ajudar a lembrar de todos os atos ruins e que iriam atrapalhar a comunhão com o Pai (Sl.51).

5 – Oração de Intercessão: é a oração em favor de outras pessoas, colocando-se no lugar delas e pleiteando a causa como se fosse sua. Pedimos que a vontade de Deus seja feita na vida de outros. É importante fazer uma lista das pessoas pela quais iremos orar para anotar a data da resposta (Lc.22:31-32)

6 – Oração de petições:  é um pedido feito a Deus visando satisfazer as nossas necessidades pessoais, sempre baseada nas promessas divinas. É a oração preferida de toda criança na fé, mas também a preferida daqueles que não crescem na fé e no conhecimento de Deus. Quanto mais conhecemos a Palavra de Deus, mais vamos ter respostas de nossas orações (Mt. 7:7; Lc. 11:9, Jo. 16:24).

7 – Oração de Consagração: é a oração feita quando não sabemos a vontade de Deus. Quando estamos esperando a resposta de nossa oração precisamos ter uma atitude de submissão à vontade de Deus. Vamos nos consagrar e esperar para conhecer e seguir a vontade divina (Rm.12:1).

8 – Oração de Entrega: é a oração feita quando alguma coisa chega em nossa porta que nos trás preocupação, inquietação. Você ora e transfere tudo ao Senhor. Entrega nas mãos do Pai e descansa no Senhor. (Sl. 37:5).

Como podemos orar?

Podemos orar em silêncio (1 Sm.1:13); Em voz alta, gritando (Ne. 9:4; Ed. 3; Ez. 11:13); Podemos orar com nossas próprias palavras, usando a Bíblia,com nossa mente e com nosso Espírito (I Co. 14:14-18); Podemos orar sem palavras discerníveis , gemendo (Rm.8:26,27); Com convicção de que o Espírito Santo levará a Deus. Cantando (Sl. 32:1,2. Ef.5:19-20; Cl; 3:16); Jejuando (Ed. 8:21; Ne.1:4; Dn.9:3-4; Lc. 2:37 e At. 14:23).

Podemos orar em pé (Ne.9:4-5). Sentados (I Cr. 17:16; Lc. 10:13); Ajoelhados (Ed.9:5; Dn 6:10: At.20:36); Acamados (Sl. 63:6); Curvados até ao chão (Ex. 34:8; Sl. 95:6); Prostrados no chão (2 Sm. 12:16; Mt. 26:39) Com as mãos levantadas para os céus ( Sl.28:2; Is.1:15).

a

Autor: Pr. Lineas Domiciano

Fonte: http://www.ifamilia.com.br/index/index.php?view=article&catid=35%3Acrescimento&id=65%3Acomo-devemos-orar&option=com_content&Itemid=110


Estudo sobre os Dons Espirituais

Quando Paulo iniciou o décimo segundo capítulo da carta aos Coríntios, tinha uma preocupação quanto à ignorância dos cristãos daquela cidade sobre os dons espirituais. ?Não quero, irmãos, que sejais ignorantes a respeito dos dons espirituais?. (I Co. 12:1). Ainda hoje a Igreja do Senhor continua em dificuldades a respeito deste assunto tão polêmico. Em algumas igrejas o assunto é esquecido e proibido falar, enquanto em outras , o excesso ultrapassa até o ensino bíblico. Como a carta não foi direcionada a uma pessoa em particular, mas para a igreja de Corinto na sua totalidade, o conhecimento dos dons espirituais faz parte do crescimento espiritual do Corpo de Cristo. Assim como os cincos sentidos do homem ? Olfato, paladar, visão, audição e tato ? o fazem entrar em contato com o mundo ao seu redor, os noves dons espirituais faz o cristão entrar em contado com o mundo espiritual. Uma pessoa sem um dos sentidos é conhecida como ?deficiente físico?, uma igreja sem os dons é conhecida como ?deficiente espiritual?. Paulo faz uma lista de nove dons colocados em três grupos, mas inseparáveis:

CLASSIFICAÇÃO DOS DONS ESPIRITUAIS

1º) Dons de Revelação ou Conhecimento – São três que revelam algo :

a) Dom da Palavra de Sabedoria;
b) Dom da Palavra do Conhecimento;
c) Dom de discernimento de Espíritos.

 2º) Dons de Expressão Vocal ou Falar – São três que dizem algo:
a) Dom de Profecia;
b) Dom de variedades de línguas;
c) Dom de interpretações de línguas.

3º) Dons de Realizar ou Poder – São três que fazem algo; 
a) Dom da fé;
b) Dom de operações de milagres;
c) Dons de curar

OS DONS ESPIRITUAIS

DOM DA PALAVRA DE SABEDORIA

Definição: O Espírito Santo revela de modo sobrenatural o plano e qual o propósito de Deus ao individuo para o futuro , através de uma Palavra de sabedoria. É uma palavra somente, e não toda a sabedoria de Deus, pois é impossível para o ser humano ter toda a sabedoria. Devemos entender que não se trata da sabedoria natural que o homem utiliza para o dia a dia, pois essa Tiago 1:5 diz que podemos pedir que Deus dá a todos liberalmente. A Bíblia fala de três tipos de sabedoria : l) Aquela que chamamos de Sabedoria humana para as questões da nossa vida; 2) A sabedoria Satânica usada para o mau e 3) A Sabedoria de Deus que usamos para engrandecer o Criador. De acordo com a Palavra de Deus esse dom atua em conjunto com o dom do conhecimento. (Atos: 9:10-16, 11:28-30; )Sabemos que nos últimos dias o dom da palavra de Sabedoria estará atuando grandemente no seio da Igreja do Senhor.

DOM DA PALAVRA DO CONHECIMENTO

Definição: É uma revelação sobrenatural do Espírito Santo ao ser humano de fatos e informações que seriam impossíveis de serem conhecidos se não fossem liberados da mente de Deus e pode envolver pessoas, lugares e objetos.É uma palavra de conhecimento do presente ou de alguma coisa do passado que Deus quer revelar, para que seu nome seja engrandecido e glorificado. Observe que é ?palavra?, não todo conhecimento. Deus só quer revelar uma pequena porção, por isso é chamado de ?palavra do conhecimento?. Só Deus possue todo conhecimento e através desse dom traz a luz aos seus filhos aquilo que Ele deseja que saibamos. (Atos 10:9-20; João 4).
Não pode ser confundido com o conhecimento que obtemos através de habilidades naturais, estudos ou experiências, pois é unicamente ?manifestação do Espírito?. (I Co. 12:7).

DOM DO DISCERNIMENTO DE ESPÍRITOS

Definição: Habilidade conferida pelo Espírito Santo para reconhecer a identidade dos espíritos que estão envolvidos nas atividades terrenas, bons ou maus É um dom que traz clareza a igreja do Senhor, traz a luz as confusões e orienta. Tem como propósito proteger, guardar, guiar e alimentar os Filhos de Deus. (Atos 16:16-18). Hoje estamos passando por manifestações sobrenaturais e muitas vezes o povo de Deus não sabe de onde vem, se de Deus ou do diabo. Nem todo milagre está vindo de Deus pois Satanás também é um espírito sobrenatural. Este dom não é liberado para julgamento do próximo,(Mt. 7:1), nem para achar falhas de caráter nas pessoas, mas unicamente para discernir os espíritos. Não se engane, quem possue esse dom não fica a tentar conhecer as pessoas interiormente. É uma farsa! Este dom é acompanhado pela habilidade divina para resistir aos espíritos e sair vencedor.

O DOM DA FÉ

Definição: É a liberação dada pelo Espírito Santo de Deus para que aquele que crê possa receber os milagres em sua vida cristã. Crer em Deus para aquelas causas impossíveis sabendo de antemão que esta é a vontade divina e que a resposta é certa. Para você entender com clareza, precisa saber que a Bíblia fala de quatro tipos de fé. 1) Fé Salvadora ( João 1:12; Ef. 2:8). A fé que nos faz entrar no Reino de Deus. 2) Fé Geral. (Rm. 12:3). Fé que cada servo de Deus possue e pode ser aumentada conforme se alimenta da Palavra de Deus e pratica, receber o Batismo com o Espírito Santo, resposta de oração, cura. Etc…; 3) O fruto da fé (Gl. 5:22,23). A fidelidade é como um fruto que cresce na vida do cristão para colocá-lo num patamar espiritual esperado por Deus para nossas vidas. 4) O Dom da fé (I Co. 12:9). Observe que este dom não é para todos, mas somente para aqueles que o Espírito Santo quer. Podemos dizer que se trata de uma fé especial que Deus concede aos seus para que possam receber milagres. (Gl. 3:5).

O DOM DA OPERAÇÃO DE MILAGRES

Definição: É uma intervenção sobrenatural às leis da natureza mediante o Espírito Santo. Sendo o Cristianismo fundamentado unicamente no sobrenatural, podemos acompanhar na Bíblia as manifestações miraculosas através de pessoas que cooperaram com Deus. Sem os milagres a igreja não anuncia um evangelho completo (Hb. 2:4). Os milagres acontecem quando o homem é dirigido pelo Espírito Santo e obediente a vontade divina. Os propósitos dos milagres são para a edificação e fortalecimento da fé, atua na libertação e cuidado do povo de Deus na terra. Assim como Jesus atraia multidões através dos milagres operados, a Igreja do Senhor deve prosseguir da mesma maneira. Os milagres acompanharão aos que crêem. (Mc. 16-15-20).

OS DONS DE CURAS

Definição: É o único dom que está no plural, pois opera em vários níveis de curas, pois existem vários tipos de doenças e enfermidades. Sempre acompanhado por uma medida do dom da fé e também pelo dom da palavra do conhecimento, os dons de curar é uma habilidade dada pelo Espírito Santo para que o corpo humano seja liberto das enfermidades. Faz parte do evangelho pleno, completo, onde as pessoas são salvas, curadas, libertas, transformadas e passam a desfrutar da vida eterna. A cura pode ser instantânea (Mt;8:3), pode ocorrer também através da comunhão (I Co. 11:27 a 34). Quanto mais a igreja estiver unida num só corpo espiritual, menos probabilidade de doenças haverá no seu seio. Se você possui grande compaixão por aqueles que estão doentes e sofrendo qualquer tipo enfermidades, é possível possuir os dons de curas. O propósito deste dom é para que o povo do Senhor tenha saúde total: corpo, alma e espírito. É importante que você fique sabendo que a enfermidade não provém de Deus e sim de Satanás. (Atos 10:38) Leia Ex. 15:25,26; SL 103:2,3; 105:37; Is. 53:4 e 5; III João 2.

O DOM DA PROFECIA

Definição: O dom da profecia é o mais importante dos três dons da fala, pois é necessário o dom de variedades de línguas e o dom de interpretação de línguas para igualar-se ao dom da profecia.(I Co.14:5). A profecia é transmitida numa língua conhecida e conforme a Palavra de Deus em I Co. 14:3, tem como propósito edificar, exortar e consolar. Edificar significa construir, erguer com pedras no lugar pré-estabelecido. Exortar significa encorajar, aconselhar e prevenir. Consolar significa confortar com meiguice. Quem profetiza fala em nome de Deus. Paulo aconselha a Igreja de Cristo a buscar o dom da profecia, pois quem profetiza fala o recado de Deus aos homens. Biblicamente sabemos que existe o dom da profecia e o ministério do profeta. Observe que no simples dom da profecia não existe revelação. Aquele que possue o ministério profético vemos com freqüência a revelação ser utilizada, porque existem mais dons envolvidos, como Palavra de sabedoria e Palavra de conhecimento. Conforme vimos acima, esses dons fazem parte dos dons de revelação. Atos 21:8-11 relata um exemplo claro do dom comum da profecia e do ministério profético. As sete filhas de Filipe possuíam o dom da profecia, portanto edificavam, exortavam e consolavam. Nenhuma delas entregou uma mensagem para Paulo do que iria ocorrer em Jerusalém. Para isso Deus enviou Ágabo, homem com ministério profético, possuidor dos dons de revelação para avisar Paulo o que iria acontecer alguns dias futuro. Pegou o cinto de Paulo e amarrou suas próprias mãos e pés, entregando a profecia em seguida: ?Assim os judeus em Jerusalém farão ao dono deste cinto, e o entregarão nas mãos dos gentios? At.21:11. Pregar não é profetizar, embora quem prega também pode ser usado pelo Espírito Santo para profetizar. Precisamos ter cuidado para não abusar deste dom tão importante.

O DOM DE VARIEDADES DE LÍNGUAS

Definição: É a expressão vocal ou habilidade dada pelo Espírito Santo para que haja comunicação numa língua desconhecida. É o mais polêmico de todos os nove dons, pois a maioria dos cristãos desconhece que a Bíblia apresenta três categorias de línguas. Em primeiro lugar a Bíblia fala das línguas que todo crente fala quando recebe o Espírito Santo. (At.2:4-6; 10:45 a 47 e 19:6). Depois fala das línguas usadas freqüentemente para a comunhão pessoal com o Criador. (I Co. 14:1 -4 ; Romanos 8:26; Efésios 6:18 e Judas 20). E por último as línguas faladas quando a igreja está reunida para comunicar ao Corpo alguma mensagem por meio da interpretação de línguas, o que chamamos de dom de variedades de línguas. ( I Co. 12:10; 14:5; 21-22). Foi exatamente isso que o Senhor revelou a Paulo para corrigir a Igreja de Corinto. Em Marcos 16:17 o próprio Senhor deixou claro que os salvos falariam novas línguas. O dom de variedade de línguas é para a edificação do Corpo de Cristo, desde que seja interpretada, senão não há mensagem alguma a não ser para quem está falando. Ninguém saberá o que Deus está querendo dizer. Agora, o enchimento do Espírito Santo, que é a primeira língua que Paulo disse que todos deveriam falar, é para edificação individual e não do Corpo de Cristo. O dom de variedades de línguas tem também como propósito ser um sinal ao incrédulo. (I Cor. 14:21-22).Variedades de línguas com interpretação equivalem a profecia. O dom de variedades de línguas não é para todos na igreja, mas o enchimento do Espírito Santo é para todos. (I Co. 14:27,28 ? 14:5).

O DOM DE INTERPRETAÇÃO DE LÍNGUAS

Definição: É uma revelação sobrenatural do Espírito Santo dando um significado daquilo que está sendo falado em variedades de línguas. Jamais pode ser uma tradução, pois vemos servos de Deus falando em variedades de línguas alguns minutos e quando a interpretação é feita, somente algumas palavras são ditas, ou vice-e-versa. Veja o exemplo em Daniel 5:25. A mão escreveu na parede: MENE,MENE,TEQUEL E PARSIM. A interpretação foi nove vezes maior. A interpretação de variedades de línguas na nossa vida particular de oração e simplesmente extraordinária. Imagine voce saber o que está orando em línguas, sendo o falar em línguas um mistério com Deus? Não há nenhuma interrupção, não há ninguém entendendo (muito menos os demônios). Tenho certeza que Deus, algumas vezes, quer que saibamos o que estamos orando, pois isso já aconteceu comigo. Você ora em línguas e o Espírito Santo usa você mesmo para interpretar. Esta é a intimidade que Deus quer ter conosco, mas infelizmente o diabo tem mantido muito crente prisioneiro referente a este importante assunto bíblico. Veja o quanto você já perdeu em não falar em línguas. Além do aspecto particular, o Espírito Santo pode levantar você com o dom de interpretação de línguas na igreja, perante o Corpo de Cristo. O Espírito Santo deixou bem claro que tudo seria com decência e ordem. (1 Co. 14:40). Jamais podemos sair da reunião confusos, pois Deus não é Deus de confusão, mas de paz. (I Co. 14:33). Tudo que fazemos para o Senhor é feito para a edificação (I Co. 14:26) e não para a destruição. Quem destrói é o diabo, pois ele veio para matar, roubar e destruir , mas Jesus veio para nos dar vida e vida em abundancia. Procure uma igreja verdadeira onde a Palavra de Deus é ensinada e que o Espírito Santo esteja presente, senão teremos mais uma igreja ?deficiente espiritual?.

Escrito por: Pr Lineas Domiciano

 Fonte: http://www.ifamilia.com.br/index/index.php?option=com_content&view=article&id=70:dons-espirituais&catid=68:espirito-santo&Itemid=61

Domingo Festivo na Assembleia de Deus em Morro do Chapéu – Bahia

Exortações de Hebreus 12

A sensação de nos sentirmos não correspondidos pela pessoa que amamos

As palavras são as sementes para os sentimentos